sábado, julho 31, 2004

Tomar: Turismo cultural?





Tomar tem recursos capazes de a transformarem num produto turístico competitivo e bem posicionado no mercado nacional. Quanto a este assunto estamos todos de acordo, como bons tomarenses que somos, amigos e apaixonados pela nossa cidade e sobretudo conscientes da beleza que lhe está inerente.
No entanto, para que a cidade seja considerada como um produto turístico é necessário que existam infra-estruturas, que para além de oferecerem uma melhor qualidade de vida à população, também respondam às necessidades dos turistas que a visitam.

De acordo com os diversos manuais de turismo existentes, um recurso por si só não é um produto turístico.
As infra-estruturas a que me refiro e que, directamente, estão ligadas ao turismo são os acessos, o alojamento, os restaurantes e similares, os transportes, as comunicações e, estendendo um pouco o termo infra-estrutura, a gastronomia, o artesanato, a animação, guias turísticos, pontos de informação turística (pequeno parêntesis: porque é que não existe um ponto de informação turística, relativo à cidade e região, no Convento de Cristo?), para só citar algumas das lacunas existentes.
Tudo isto bem organizado, bem planeado, bem estruturado.

Ora, a nossa autarquia tem apostado no turismo. Pelo menos é isso que transparece nos cartazes que estão à entrada da cidade onde podemos ler Turismo Cultural.
De facto, turismo balnear é que não poderia ser, pois o tão falado “braço de mar” (IC9) da Nazaré ainda cá não chegou.
Mas, pergunto eu, simples cidadã, eleitora e ciente dos meus direitos, onde está o planeamento turístico feito neste sentido?
Sim, porque não é só informando as pessoas no portão de entrada da cidade que aqui se pode “praticar” Turismo Cultural, que tal acontecerá.
Está mais que provado, e veja-se o exemplo desastroso do Algarve, que nos dias que correm, se queremos produtos duradouros, sustentáveis, com receitas que se prolongarão no longo prazo, temos que recorrer ao planeamento.

Há alguns anos atrás, através de um jornal concorrente, pude ler com agrado, o resultado de um estudo feito neste sentido, encomendado pela Região de Turismo, onde eram dissecadas todas as vertentes turísticas da nossa cidade, e onde cada coisa tinha o seu lugar e a sua função. Desde indicações no sentido da sinalização turística, até à possível funcionalidade de diversos locais públicos. O que foi feito desse estudo? Onde foi aplicado? Será que a sucessiva troca de nomes na presidência desta instituição, tal como noutras, deita para o lixo o trabalho começado pelos seus precedentes? E não poderia de facto haver aqui, neste assunto, uma junção de esforços da parte da autarquia no que se refere a por em prática o planeamento, e da Região na sua função de promotor?
Perguntas sem resposta, por enquanto.

Temos, no entanto, de louvar a autarquia pelo esforço que tem feito, nestes últimos anos, no que toca à dinamização da animação e no embelezamento da cidade (ponto em que tem havido alguma discórdia, mas, que não tem senão a ver com “questão de gostos”).
Mas, estas acções por si só, não têm validade. São apenas uma das rodas da engrenagem que é o turismo. Uma actividade complexa, direi mais, uma amálgama de actividades, que num sistema bem estruturado, bem planeado, funciona e é um óptimo motor para o desenvolvimento económico de uma região.

Sónia

quinta-feira, julho 29, 2004

Tenho saudades


De namorar no Mouchão.

quarta-feira, julho 28, 2004

Mais uma "colaboracionista"

Não podiamos deixar passar sem denúncia pública a chegada de mais uma colaboracionista a Thomar. Trata-se da Sónia do Alinhavos. Seja bem-vinda.

Lembram-se?...

«[...] Primeiro, o fim anunciado do urinol público nocturno, tão prático para os mais tardios frequentadores das noites loucas da baixa (traseiras da Igreja de S.João). Uma excelente medida anunciada pelo Vereador dos Serviços Urbanos, Ivo Santos, visa a substituição dos (cerca de) oito contentores por alternativas mais estéticas. Já tardava alguém lá de cima perceber que aquele monumento não encaixa especialmente bem no todo da zona histórica desta cidade tão visitada por turistas ávidos de belezas arquitectónicas... a bem do impacto visual.Resta saber se já agora a Câmara não se lembra de adicionar ao projecto uma espécie de biombo e autoclismo... a bem do impacto aromático [...]»

O texto acima foi aqui publicado há alguns meses e lembrei-me dele a propósito desta entrevista do vereador Ivo Santos ao Cidade de Tomar. Desculpe lá, caro Ivo Santos, mas tenho alguma dificuldade em acreditar em seja lá o que for que diga ou projecte. É que o raio dos contentores continuam exactamente no mesmo sítio.

terça-feira, julho 27, 2004

Darfur

Hoje tinha um lembrete no meu mail. E digo lembrete e não apelo, propositadamente. Rezava assim:

“Caros amigos,

Antes de mais peço que me desculpem o carácter algo impessoal deste e-mail,
mas esta foi a forma mais prática que encontrei de fazer chegar a mensagem
ao maior número possível de pessoas.

O meu apelo é simples: peço-vos que usem os vossos blogs para quebrar o
silêncio e a indiferença em relação ao genocídio que decorre em Darfur .
Peço-vos que escrevam um post sobre Darfur. Um simples post. Que publiquem
um poema, uma foto ou uma imagem.
Cerca de 150 mil pessoas foram já assassinadas ou mortas à forme, vítimas de
um conflito que continua a ser invisível para a generalidade da opinião
pública.
A blogosfera demonstrou já por diversas vezes a sua capacidade de mobilização e sensibilização. Pode ser muito pouco, pode até ser verdade que individualmente todos os nossos esforços possam valer quase nada. Mas o preço do silêncio é demasiado elevado quando temos diante de nós um meio de comunicação com um potencial tão elevado.

Escrevi na sexta-feira um post sobre o genocídio em Darfur, no fim do qual recolhi uma série de links que podem ser utilizados como pontos para referência futura. O post pode ser encontrado aqui: http://ruadajudiaria.blogspot.com/2004/07/nunca-mais-em-1915-henry-morgenthau.html

Gostaria de deixar claro que, com esta mensagem, não estou a pedir que façam referência ou que "linkem" o que escrevi. Este email não tem como objectivo conseguir mais links para a Rua da Judiaria, mas somente apelar para que não fiquem indiferentes.

Por último, aconselho mais dois links:
O blog "Sudan: The Passion of the Present"
(http://platform.blogs.com/passionofthepresent )

E o site Darfur Genocide: http://www.darfurgenocide.org/



Obrigado pela vossa paciência.
Um abraço amigo,

Nuno Guerreiro”


Obrigado, Nuno.

Post aqui
Blog "Sudan: The passion of the Present" aqui
O site "Darfur Genocide" aqui


segunda-feira, julho 26, 2004

Olá, cá estou eu!!!

Olá thomarenses, especialmente os de gema como eu, ou os que se enfeitiçaram por esta cidade que já não conseguem abandonar. Uma cidade com todos os seus defeitos, mas cujas virtudes acabam por os suplantar.
Foi com grande surpresa que hoje ao abrir o meu mail dei de caras com o convite de participar neste blog, feito por tomarenses.
É com muito orgulho e dedicação que irei, ocasionalmente, contribuir para aqui deixar algumas postas sobre a cidade. Cidade que amo, que estimo, e que tal como muitos quero ver crescer em sintonia com aquilo que de melhor tem: o seu património e as suas gentes.

Caros amigos, contem comigo! Aqui e ali também, irei alinhavando ideias, opiniões, críticas e tudo o mais que achar adequado.


I LOVE YOU TOMAR!!


Sónia

domingo, julho 25, 2004

Programa do XVI Governo Constitucional

O Amigo Luis Vieira do Blog Ourém teve a idéia (e o trabalho!) de criar um blog com 41 fantásticos posts. Nem mais! O Programa do XVI Governo Constitucional que se pretende comentado e votado. Está em Programa do XVI Governo Constitucional.

sexta-feira, julho 23, 2004

Até sempre

O dia 23 de julho ficará para sempre como um dos dias mais tristes da cultura portuguesa. Morreu o Mestre Carlos Paredes, o senhor da guitarra portuguesa cuja obra será sempre património da Humanidade.



Como já li algures, apenas perdemos a sua presença física. A sua obra, a sua música, o seu génio e o seu espírito estarão presentes. Até sempre.
 
Carlos Paredes [1925 - 2004]

quinta-feira, julho 22, 2004

Para quê...

... ter páginas na Internet se não são actualizadas com alguma regularidade? É impressão minha, ou as páginas das escolas secundárias de Jâcome Ratton e de Santa Maria do Olival não são actualizadas há uns dois anos? E já nem digo nada em relação ao design das mesmas, se é que se lhe pode chamar design. Não haverá por aí uns "setores" ou uns alunos que façam algo pela imagem virtual das suas escolas?... Ou será que não foi necessário actualizar as ditas cujas porque nada mudou nas escolas nestes dois anos?... Ou têm outras páginas e nós não sabemos? Se assim for, alguém diga qualquer coisinha para actualizarmos os links.

clic to enter

São de Tomar. São dois músicos, uma laptoper e um veejay e têm um single acabadinho de chegar no mercado. Chamam-se u-clic e podem muito bem vir a tornar-se numa certeza na nova musical nacional. Robot'n'Roll, Ici In Dusneyland e Europa 2.0.0.4. são os três temas de um single de estreia que podem encontrar à venda, por exemplo, na Entre-Livros do Centro Comercial Templários. Também têm um site e um blog.

As melhores janelas do mundo

Uma das grandes vantagens dos blogs é a possibilidade de irmos descobrindo "coisas" uns pelos outros e de irmos propagando essas "coisas", partilhando informação com quem nem conhecemos. Graças ao Des-Encantos redescobrimos esta página de fotos do Jumento, um mui recomendável blog, dedicada a Tomar [particularmente às janelas, as melhores janelas do mundo ponto final]. Passem por lá. É que às vezes andamos tão distraídos pela nossa cidade que nem reparamos no que ela tem de melhor. Amanhã vou andar por aí de nariz no ar.

Saturday night, BioniC fever

O duo tomarense BioniC manda dizer que no Sábado se despede até Setembro com um DJ set no espaçoBellaria, em frente ao Cine-teatro Paraíso, a partir das 22h00.

Ecletismo e diversão, novos sons das músicas electrónicas em confronto com recordações inesperadas.

Colaboracionistas!

É com muito prazer que denunciamos - depois de os próprios já o terem feito, de resto - os novos "colaboracionistas" de Thomar.

Assim, damos as boas-vindas a Santa Cita, ao Pedro d' A Janela do Mundo, ao Hugo do Algures Aqui e ao Leonel Vicente do Tomar e da Memória Virtual.
Se tudo correr bem, ainda haveremos de conseguir mais uns quantos "colaboracionistas"...
 
A Gerência

quarta-feira, julho 21, 2004

Convite aceite!

Recorrendo às palavras dos colegas que me antecederam, é também com prazer que agradeço o convite para participar no "Thomar", agora com um perfil renovado. Irei tentar, na medida das escassas disponibilidades de tempo, dar também alguma pequena contribuição.

terça-feira, julho 20, 2004

Mais um

Também me cabe agradecer o convite, e dizer que, ainda que o tempo seja curto, eu "algures aqui" colaborarei sempre que possa. Tenho a certeza que este projecto será, agora com a participação de várias pessoas, e a riqueza e a diversidade que isso transporta, ainda mais bem sucedido. Thomar é grande e merece o empenho de todos. Ao Thomarense, uma vez mais, obrigado.

Obrigado a quem de direito!!!

É com muito prazer que aceito o convite para participar neste blog!!! No meu primeiro post, não podia deixar de agradecer a amabilidade deste convite. Espero poder contribuir de uma forma activa e construtiva para que o "Thomar" tenha a divulgação e a dimensão que merece! A "Janela do Mundo" irá tentar contribuir!!!

Colaboração com "Thomar"

Tendo sido convidado para colaborar com "Thomar" fica este "post" como agradecimento e aceitação do simpático convite.

segunda-feira, julho 19, 2004

Outro regresso

Após um longo período de inactividade, registamos com agrado o regresso à actividade do site d' O Ribatejo, agora com novo e refrescante visual.

Há coisas que parecem não mudar

Esta é uma "velha guerra" nossa e lamentamos continuar a constatar que a Câmara Municipal de Tomar continua sem página oficial na Internet. Tomar já merece um sitezito, não?

Refundação

Na reabertura semi-oficial deste cantinho virtual recuperamos aqui os dois textos fundadores, assim à laia de princípios orientadores desta casa.
 
Uma cidade, um castelo, um rio Nabão, um concelho com freguesias, uma estátua com um segredo, uma praça com pombos, uma fonte “aquamatrix”, uma festa colorida com milhões de visitantes, os Quinta do Bill, a fraca memória do lopes-graça, jornais locais, rádios locais, protagonistas locais, locais turisticos, um carnaval que já não se faz, um carnaval na linhaceira, uma tuna académica, tradições académicas consistentes, um politécnico recente, uma equipa de futebol onde jogou o Eusébio, uma equipa de hóquei em patins que esteve na 1ª divisão, umas super-piscinas, um parque de estacionamento onde acampam carros, um polis pouco visível, um parque de estacionamento bem visível, um ramal de comboios, uma ex-delegação da PJ, uma ideia de capital europeia da cultura, as fatias de tomar, as fatias de cá, museu(s), um batata que já não insulta, uma sirene de bombardeamento ao meio-dia, uma regata semanal de caixas de sapatos, um vereador que escreve com o coração, uma comunidade urbana, um escândalo político local (local variável), um anuncio na televisão, festas e concertos que eram na FAI, sete sois e sete luas que já não são, um MacDonald´s, um modelo, património da UNESCO, uma roda, um ex-Pim-Pim-ex-Index, um hospital novo, um paraíso de manhã, um paraíso de tarde, um paraíso de noite, uma memória de avô cantigas e pára-quedistas no dia mundial da criança, um estádio antigo, um cine-teatro novo, um festival internacional de cinema infantil que já era, um festival de dança contemporânea com sede em tomar e espectáculos cada vez mais fora, uma sexta-fora, um dia da cidade, e agora... um blog.»
 
«[...] Thomar não é um blogue centrado no umbigo. Tem "sede" (ainda que virtual) em Tomar mas não é exclusivamente DE Tomar ou PARA Tomar. Gostamos de olhar e olhamos para fora da nossa paróquia. Thomar é um blogue colectivo e aberto. É uma casa que se pretende habitada por tomarenses, nativos ou residentes, exilados ou expatriados, imigrantes, emigrantes e visitantes. Todas as colaborações são bem vindas (nomeadamente através de email).Thomar sendo colectivo não tem, nem nunca terá uma voz única. Seremos sempre apenas um conjunto de vozes, com diferentes timbres ainda por cima. Não representamos qualquer grupo, agremiação, clube, capelinha, santuário, associação, partido ou tribo. Cada um será porta-voz da sua própria consciência e das suas opiniões pessoais. Não será de estranhar que por vezes este espaço se transforme numa cacofonia. Ou não...Thomar não tem qualquer objectivo que não seja o de abrir um espaço de debate e troca de ideias e impressões sobre uma cidade e um concelho que, com todas as suas virtudes e defeitos, tem vida e alma próprias.»

ReThomar

Nós por cá enchemo-nos de lata e convidámos outros bloggers tomarenses - aqueles de quem temos contacto electrónico - a partilhar umas "postas" connosco. Ainda não recebemos respostas mas estamos confiantes. Queremos assim que este seja um blog cada vez mais colectivo. Entretanto outras colaborações são sempre bem vindas. Podem para isso utilizar o email que está ali ao lado.

terça-feira, julho 13, 2004

O regresso [III]

Está para breve a reabertura oficial deste estabelecimento bloguístico [os neologismos relacionados com o fenómeno da blogoesfera continuam a surgir como cogumelos]. Mudámos ligeiramente o template [e esperamos não ter feito nenhuma asneira grave...] e já estão [se tudo correu bem...] ali no lado direito as secções de links: Fatias de Tomar [associações, blogs, instituições, lojas e outras coisas cá da terra], Outras fatias de Tomar [blogs mantidos por gente de cá], Vizinhança [uma provocaçãozinha à autarquia tomarense que continua sem site disponível] e Poder local [blogs regionais e locais].

A Gerência